Deus é politicamente incorreto ?!

“Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é
inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do
mundo constitui-se inimigo de Deus. Tiago 4:4”

Etimologicamente a palavra “igreja” no grego ekklesia é composta de dois radicais gregos:  ek  que  significa  para  fora  e  klesia  que  significa  chamados.  Ou  seja,  os  que foram chamados para fora do mundo e agora pertence a Cristo.
A intenção do adversário no mundo sempre foi é e será desvirtuar as verdades de Deus e do seu evangelho, fazendo com que o homem fique alheio ou desconheça essas verdades. Para completar, as verdades de Deus são opostas ao movimento filosófico atual, pois  encontramos  na palavra  de  Deus  alguns  atributos  do  seu  Evangelho  que  não  são bem  vistos  ou  aceitos  na  sociedade  contemporânea.  O  evangelho  é  em  sua  essência, centralizador, totalitário, discriminatório, sendo Deus considerado déspota, e assim o mundo com a sua filosofia relativista é levado pelo Diabo a não aceitar isso.
O Evangelho é centralizador em Cristo Jesus e apenas Ele, sendo que fora dEle não é admitido solução para alma do homem (Atos 4:12) e em toda a Palavra, Jesus foi é e sempre será o único assunto. Jesus estava presente no início da Criação, Jesus foi o cordeiro  morto  que  proporcionou  as  vestes  para  Adão  e  Eva,  José  que  livrando  seus irmãos, mostra o plano de Deus em Jesus livrando os homens que seriam adotados por Deus,  logo  irmãos  de  Jesus.  Davi  enfrentando  Golias,  não  fala  de  você  nem  de  mim, mostra Jesus como homem enfrentando o pecado (citar muitos outros exemplos).
O  Evangelho  é  totalitário,  pois  ele  não  aceita  divisão,  ele  não  pode  ser fragmentado, senão perde seu sentido e objetivo, não poder ser diluído. Ou você aceita todas as verdades do Evangelho,  que  incluem  a  depravação  do  homem;  mostra  que todos merecem o inferno e já estão condenados; a soberana Graça de Deus em salvar o injusto através da punição do Justo; aceita que suas forças, ritos, costumes não te dão o direito de ir para o Céu; ou não aceita nada.
O Evangelho é discriminatório, pois deixa bem claro o que é a Verdade e o que não é ele não abre margem para outras religiões, filosofias ou seitas, muito menos livros ditos  divinos.  Ele  é  discriminatório,  pois  afirma  que  apenas  a  Bíblia  é  o  único  livro divinamente inspirado para conduzir o homem ao conhecimento de Cristo e a Salvação e afirma que todos os demais não são dignos de tão função.
Deus  é  considerado  déspota,  e  aqui  cabe  uma  explicação,  Déspota  é:  “Pessoa que  governa  conforme  lhe  apraz  os  que  lhe  são  dependentes”,  ou,  “Soberano  que exerce autoridade arbitrária e absoluta”.

As armas do mundo contra o evangelho
Todas  as  características  da  palavra  de  Deus  no  seu  evangelho  são  um  absurdo para  um  mundo  do  “politicamente  correto”,  onde  a  criatura  se  ama  mais  do  que  o  seu Criador.  O  mundo  tenta  rechaçar  essas  verdades  se  valendo  de  tudo  o  que  é pensamento  contrário  as  verdade  de  Deus,  e  ultimamente  com  o  movimento  do  neo ateísmo  o  que  mais  aparece  são  ideologias  contra  Deus,  tais  como  o  relativismo,  o teísmo aberto, o universalismo dentre outras correntes de pensamentos.
Dia após dia essas correntes são divulgadas e defendidas na mídia, nas escolas, em livros, e cada vez mais pessoas vão caindo nesse laço feito pelo diabo. E aqui cabe uma  constatação  que  o  dito  “cristianismo  moderno”,  acabou  se  rendendo  a  isso, tornando assim o evangelho algo obsoleto, dado margem as maiores sandices, tais como o movimento atual do ecumenismo.
O relativismo diz  que tudo é relativo, não existe certo ou errado, o que pode ser errado para um não o é para o outro, sendo assim, ele anula as verdades de Deus que delimitam e muito  bem  o  que  é  pecado  e O  ofende  e o  que não  é.  Ele  já  começa  com uma afirmação errada dizendo que “Tudo é relativo”, ou outra fase famosa, “Não existem verdades  absolutas”,  cabe  a  nós  uma  pergunta  aos  relativistas,  “É  relativo,  que  tudo  é relativo?”, ou “É verdade absoluta que não existem verdades absolutas?”
O teísmo aberto diz que Deus não é tão soberano assim, e que não é verdade que Deus  sabe  das  coisas,  ele  diz  que  as  coisas  acontecem  sem  a  vontade  direta  ou conhecimento de Deus, e que em muitos desses eventos Deus não tem poder suficiente para  evitar,  ou  porque  Lhe  falta  glória,  ou  porque  foi  surpreendido  por  isso.  Em  outras palavras eles negam a Soberania de Deus e tentam rebaixar a um ser apático e patético, Ai desses!
O  universalismo,  em  síntese  diz  que  todos  irão  para  o  céu,  que  Deus  terá misericórdia de todos, pois Ele é um Deus “bonzinho”, ou seja, todo o plano de Deus em Cristo Jesus, todo o sofrimento de seu filho foi em vão.
Todas  esses  pensamentos  dentre  outros  são  muito  bem  aceitos  pelo  mundo.  O adversário plantou um “politicamente correto” no mundo atual e usou dessas armas para fazer com que mais e mais almas se percam do plano de Deus. E o pior, pasmem muitos desses pensamentos estão sendo ensinados em igrejas ditas evangélicas, e o pior, por homens que se dizem Ministros do Evangelho.
O Mal do Politicamente Correto
Como  a  igreja  são  daqueles  que  foram  chamados  para  fora  do  mundo,  é  de  se esperar  que  muitos  que  começam  a  freqüentar  nossos  templos  chegam  com  esses pensamentos,  mas  é  inadmissível  que  permaneçam  com  esse  pensamento,  achando que a igreja, Deus e o evangelho são politicamente correto.

Para  esses  é  politicamente  correto  casar  homossexuais,  e  são  aceitos  como membros da igreja. Eles pregam que o que os une é o “amor” que Deus é amor, e que foi Deus que os fez assim. Porém a bíblia é bem clara quanto a esse tipo de situação, como os demais pecados, isso é abominável aos olhos de Deus. A família constituída por Deus é Homem e Mulher e acabou. A Palavra deixa bem claro o que aconteceu com esses em
Romanos  1:27  e  deixa  claro  que  não  herdarão,  ou  seja,  NÃO  HÁ  SALVAÇÃO  para  os que permanecem nisso 1 Coríntios 6:10. É  politicamente  correto  a  fornicação  entre  jovens,  desde  que  usem  camisinhas, como advertem o governo, a família e os amigos, afinal estão conhecendo a vida, estão namorando e faz parte do aprendizado, sendo que não se pode recriminar os impulsos carnais.  Não  é  mais  errado  a  mulher  perder  sua  pureza  com  seu  namorado  antes  do matrimônio,  sendo  que  “todo  mundo  faz”  e  que  Deus  não  irá  punir,  pois  faz  parte  do amor.  Porém  a  Palavra  de  Deus  deixa  bem  claro  que  os  tais  não  herdarão  Apocalipse 21:8,  Apocalipse  22:15,  é  errado,  assim  como  os  demais  pecados,  e  não  hão  de  ser salvos.  Li  uma  frase  interessante,  “Deus  inventou  o  sexo  seguro,  e  o  chamou  de casamento”. Não é fácil, num mundo onde as mulheres não se valorizam, por vezes se comparam  a  frutas  e  se  oferecem,  mas  a  Palavra  diz  que  os  jovens  já  venceram  o maligno.
É  politicamente  estar  amasiado,  como  diz  o  ditado,  “juntado  com  fé,  casado  é”, sendo  que  é  inclusive  aconselhável  amasiar,  sendo  considerado  um  passo  importante para antes do casamento, e muitos param por aí. Mas para Deus não é, e o pior, muito desses casos estão envolvendo adultério, que é macular violentamente o matrimônio. E ainda tem aqueles que acham que uma noite fora com um garoto ou garota de programa não  estão  adulterando,  apenas  se  divertindo.  Deus  não  aceita  isso,  muito  menos  o adultério, e deixa claro que vai tratar e julgar Hebreus 13:4, e também esses ficarão de fora.
Esses  ignoram  a  Deus,  sabem  em  seu  íntimo  que  estão  fazendo  errado,  mas lutam com todas as forças para ignorar isso. Não tem jeito, na morte, quando partir para o  outro  lado,  não  tem  como  dar  um  jeitinho  do  outro  lado,  irão  para  o  Inferno  os  que praticam isso. Inferno é uma das verdades do Evangelho mais ignorado ou esquecida do mundo atual, sendo que é uma doutrina séria com implicações eternas.

O  grande  problema  é  que  esses  tipo  de  pessoas  frequentam  as  ditas  igrejas evangélicas.  O  problema  em  si  não  é  o  freqüentar,  afinal  a  Igreja  de  Cristo,  que  não possui  fronteiras  ou  barreiras  denominacionais,  é  compostas  por  esses  e  outros pecadores arrependidos que mudaram de vida pela fé ao ouvir o Evangelho da verdade, o  problema  é  que  alguns  que  freqüentam  não  mudam  de  vida  e  não  se  sentem incomodados com o pecado que estão cometendo.
Não é possível que um adúltero (a) leve 2 anos ou mais freqüentando uma igreja dita cristã, e não se sinta compelido a abandonar o adultério, e o pior de tudo, se sente totalmente  confortável  com  sua  posição. É  INADMISSÍVEL  uma  pessoa dessa no meio do  rebanho,  não  só  ele  como  os  demais  casos.  A  pregação  do  evangelho  tem  que compelir  o  pecador  ao  arrependimento  através  da  fé,  ele  precisa  saber  da  sua devassidão, ele precisa ser convencido da justiça e do juízo de Deus, mas não o é.
Esses  e  outros  não  são  convencidos  por  um  simples  motivo,  o  evangelho pregado é politicamente correto ao invés de biblicamente correto. É de assustar o número de pecadores que invadem as igrejas e permanecem no erro, sem ao menos serem incomodados em suas posições, e o pior, muitos desses, que com grande maestria, ocultam suas falhas, acabam ganhando cargo de líderes.

Os ditos ministros do evangelho deveriam preservar a essência da palavra e sem medo  proclamá-la,  mas  não  o  fazem,  tiram  o  totalitarismo,  a  discriminação  e  o centralizador do evangelho, tornando assim ele em mais uma mera filosofia. É por isso que o movimento ecumênico ganha força e vêm a cada dia arrebatando mais  almas  para  as  chamas  eternas,  enquanto  que,  em  contra  partida,  vemos  o evangelho puro ser menos e menos pregado.
Por  vezes  o  interesses  desses  ditos  ministros  é  material,  afinal  uma  igreja  mais cheia rende mais conceito com o seu superior, e em alguns casos, rendem mais dinheiro de  dízimo  e  oferta  também,  sendo  que  é  preterível  uma  membresia  maior  para  subir  o seu conceito e seu salário.
Em  outros  casos,(e  opinião  pessoal,  o  pior  de  todos),  não  falam  a  verdade  por medo. Como um Ministro do Evangelho pode ter medo de pregar o Evangelho? Medo de processo,  medo  de  ser  perseguido  por  um  grupo,  ou  por  muitos  grupos,  medo  de  ser preso,  medo,  medo  e  mais  medo.  COVARDE!  Esses  deveriam  ter  vergonha  de  se intitular Pastor, Bispo, Apóstolo ou qualquer outro nome de Ministros da Palavra. Esses são uma vergonha para o Colégio Apostólico, esses são uma vergonha para os mártires, são uma lástima para o evangelho, SÃO UMA VERGONHA PARA CRISTO.
Deus  prepara  e  confia  a  um  homem  ser  ministro  do  evangelho  e  o  mesmo  com medo,  cede  nas  verdades  do  evangelho  por  serem  meramente  um  BANDO  DE FROUXOS!
Ora, a igreja sempre foi perseguida, e isso NUNCA fez com que a diminuísse, pelo contrário,  elas  cresciam  em  servos  verdadeiros  e  fiéis.  Os  ministros  da  palavra  não cediam um til do evangelho, e muitos deles pagaram com suas vidas, mas não recuaram, esses eram politicamente incorretos para sua época, mas não negaram a Jesus em seu evangelho  e  ousadamente  pregaram  a  verdade  mesmo  que  custasse  as  suas  vidas.  A palavra diz que se possível tende paz com os homens Romanos 12:18, mas nem sempre é possível isso e é melhor agradar a Deus do que agradar aos homens.
Interessante que na época do Colégio Apostólico,  era politicamente correto para a sociedade abandonar recém nascidos mulheres, ou quem não os interessava, e outra, o conceito de carma era muito aceito, sendo assim se alguém estivesse enfermo era mais que  merecido.  E  sabe  qual  foi  a  posição  dos  Apóstolos?  Instituíram  os  diáconos  para cuidar desses rejeitados pela sociedade politicamente correta, chamaram diáconos para cuidar da igreja, e não cuidar dos interesses deles. Pelo o amor do evangelho eles foram politicamente incorretos.
Os falsos ministros, covardes, deveriam sentir vergonha e abandonar sua função, afinal o que você tem pregado não passa de “vã filosofia” que não leva o homem a fé. As suas igrejas estão repletas dos pecadores inveterados felizes e conformados com seus pecados,  lugar  aonde  o  adúltero  vai  para  quem  sabe  talvez  encontrar  outra  adúltera, lugar  onde  pedófilos  procuram  e  por  vezes  acham  vítimas,  lugar  onde  o  homossexual acha um parceiro e vivem “felizes” em suas torpezas e nem sequer são incomodados. As portas dos infernos já prevaleceram sobre esse lugar, pois não é mais igreja, é um lugar social  para  fazer  negócios,  onde  almas  estão  sendo  vendidas  para  o  diabo  e  o pagamento é politicamente correto.
É INACEITÁVEL um Ministro do Evangelho recuar na pregação do evangelho por medo,  não  dá  para  aceitar  isso!  Esse  que  assim  o  faz,  ama  mais  sua  vida  do  que  a Cristo,  ama  mais  o  seu  Ser  do  que  a  Palavra,  não  quer  perder  sua  vida  para  ganhar outra  de  Jesus,  esse  tal  á  uma  DESONRA  para  o  Evangelho,  esses  lotam  igrejas  com pecadores  conformados  através  de  suas  mensagens  politicamente  corretas,  esses deveriam  abandonar  seu  “paletó-e-gravata”,  para  ao  menos  ficar  com  a  salvação.  O chamado para o ministério da palavra é algo muito sério, e não se glorie achando que é alguma  coisa  por  isso,  e  Ai  dos  Ministros!  (1  Coríntios  9:16)  se  não  pregarem  o evangelho.
Esses  ministérios  são  apáticos,  fracassados  e  vergonhosos,  aparentam  sucesso com  o  número  de  pessoas  que  são  atraídas  para  sua  mensagem  branda  e  amável, fazem templos encherem com essas mensagens, mas na verdade são um total fracasso para o Reino. Esses ministros produzem uma pseudo fé que deixa o homem confortável no seu erro e feliz em seu pecado, e ainda, tiram o brilho do Evangelho da Graça quando querem  manipular  o  povo  inventando  regras  e  costumes  que  devem  ser  estritamente seguidos com o risco de perder a salvação, salvação essa que os pecadores da pseudo fé já não possuem.
Em  meio  a  tudo  isso  está  a  Igreja  de  Cristo,  às  vezes  no  meio  desses  lugares, porém fiéis a  Deus, mesmo  em meio  ao  cristianismo falido pregado  pelos  seus  líderes, porém  é  Deus  quem  sustenta  os  seus  e  deles  toma  e  da  conta.  Igreja  essa  que  não aceita a pseudo fé, que não abre mão do Evangelho da Graça puro e verdadeiro, Igreja que aguarda há muito uma mensagem bíblica isenta de interesses humanos.

Como parte integrante do Corpo de Cristo, que são os salvos pela sua Graça de todas  as  línguas,  povos,  raças  e  nações,  devemos  ser  politicamente  incorreto  com  o pecado como Deus o é, e não devemos nos envergonhar do evangelho (Romanos 1:16), e  temos  uma  obrigação  moral,  bíblica  e  espiritual  de  levar  esse  Evangelho  a  todos, ensinando onde quer que seja, nas ruas, em casa, no trabalho, aonde puder, mesmo que isso  lhe  custe  a  vida.  Não  somos  perfeitos,  somos  pecadores,  porém  arrependidos, odiamos o pecado, e repudiamos nossa natureza que nos leva a pecar e lutaremos até o fim  contra  o  pecado  que  habita  em  nós,  afinal,  ser  fiel  até  a  morte  é  justamente  isso, confessar o pecado, lutar contra o mesmo e jamais abandonar a fé em Cristo Jesus que nos  purifica  segundo  sua  infinita  misericórdia  e  nos  levará  para  o  Céu  segundo  a  sua graça e não segundo a nossa luta para a fidelidade.
Finalizando,  você  pecador,  adultério,  fornicador,  homossexual,  em  prostituição, dentre outros, aproveite que ainda existe oportunidade para sua alma, entregue sua vida a Cristo, todos nós somos errados e imperfeitos perante Deus, seja o Pastor, Papa, Xamã, Sacerdorte, cretizinho da esquina!  Abandone  o  pecado  e  sua  pseudo  fé,  pois  o  Evangelho  diz  que  se  você  se entregar Deus te mudará, será nova criatura e herdará o céu em Cristo Jesus. Ainda  há  tempo  para  você  que  vive  nos  seus  deleites  e  se  entrega  a  sua  carnalidade,  alimentando  o  seu  ser  depravado  e  sua  natureza  pecadora  nos  prazeres condenadas por Deus, e que movido por uma pseudo fé, se sente confortável com isso. Saiba  que  Deus  odeia  tudo  isso  e  que  só  não  usou  da  sua  Justiça  com  você  porque ainda quer te dar mais uma oportunidade. Deus é politicamente incorreto com o pecado o qual você ama, MAS INFINITAMENTE SOBERANO E BONDOSO EM AMOR PARA TE OFERECER A FÉ, A VERDADEIRA FÉ, EM CRISTO JESUS PARA TE TRAZER A SALVAÇÃO.

Anúncios

Sobre Fiuza

Blog pessoal http://d3rf.wordpress.com
Esse post foi publicado em Artigos, Família, Mensagens. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s